NCG – Necessidade de capital de giro: Entenda porque ele é essencial para seu negócio

Publicado em: 19/12/2019
Tempo de leitura: 2 minutos

NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO: ENTENDA PORQUE ELE É ESSENCIAL PARA O SEU NEGÓCIO

Para que um negócio possa ter tranquilidade financeira e ser bem-sucedido, deve criar instrumentos que possibilitem uma operação segura à medida que necessidades forem surgindo.

Muitos negócios enfrentam dificuldades desnecessárias por não utilizarem técnicas de organização e planejamento que permitam que o funcionamento da empresa, bem como os investimentos de médio e longo prazo, possa operar sem problemas.

O indicador de Necessidade de Capital de Giro (NCG) surge justamente para calcular as necessidades de fluxo de caixa e indica se esses recursos podem vir da própria empresa ou se a empresa deve buscar investimentos de fora.

O que é Capital de Giro?

O Capital de Giro, ou ativo circulante, é um montante de recursos que uma empresa precisa para manter as suas operações diárias. Ele representa os recursos de que a instituição dispõe e que podem ser convertidos em dinheiro para ser usado em situações de funcionamento e manutenção de estoque.

Vendas a prazo, a manutenção do estoque de matérias-primas ou mercadorias que precisam ser repostas, os salários dos funcionários, os impostos, a conta de energia elétrica, dentre outros, são despesas que devem estar previstos no montante de recursos do Capital de Giro.

Como saber a Necessidade de Capital de Giro (NCG)?

As necessidades financeiras de uma empresa são constantes, e isso significa que deve existir um planejamento financeiro que contemple o funcionamento das operações de uma empresa.

A Necessidade de Capital de Giro (NCG) é um indicador que deve ser usado para calcular o valor necessário para a gestão financeira da empresa e para constatar se há necessidade de adquirir Capital de Giro de fontes externas.

O cálculo da NCG de cada empresa via depender do momento em que ela se encontra, podendo ser computado de acordo com balanço patrimonial ou o ciclo financeiro.

De acordo com o balanço patrimonial

O cálculo do NCG utilizando o balanço patrimonial é similar ao cálculo do Capital de Giro propriamente dito, e é o mais simples de ser realizado.

Devem ser considerados o valor das contas em que a empresa é credora e devedora, a manutenção dos estoques e dos valores líquidos no caixa da empresa ou nas contas e investimentos facilmente liquidificáveis.

Neste caso, a fórmula para descobrir o NCG é a seguinte:

NCG = Contas a Receber + Estoque – Contas a Pagar

Se o valor do NCG for negativo, significa que é necessário buscar capital externo para a composição do Capital de Giro, uma vez que se gasta mais com as Contas a Pagar do que se arrecada com as Contas a Receber.

De acordo com o ciclo financeiro

Esse cálculo é especialmente útil para empresas que vendem a prazo e precisam de substância em suas operações.

Ao vender a prazo, a instituição financia o cliente até que este pague o valor total devido, e, se a empresa tiver que pagar fornecedores, provavelmente terá menos tempo para pagá-los do que o prazo que os clientes terão para pagar por suas dívidas.

Neste caso, a NCG fica assim:

NCG = Prazos Médios de Recebimento – Prazos Médios de Pagamento

Aqui é importante ficar alerta para a possibilidade do fim dos recursos para pagar fornecedores e da necessidade de captar dinheiro em outro lugar.