O que fazer para encontrar as melhores habilidades do colaborador no período de experiência

Publicado em: 29/04/2020
Tempo de leitura: 3 minutos

Contratar novos funcionários é sempre uma tarefa dura e que demanda muito cuidado por parte dos contratantes, seja o chefe direto do novo contratado, seja a equipe de RH, etc. Obviamente, o novo empregado também precisa mostrar seu interesse pela vaga conquistada. E o período de experiência tem importância enorme neste período.

É neste momento que há um contato mais direto entre as partes. As entrevistas prévias e processos seletivos são um indicador, mas o fato é que, quando o novo profissional coloca a mão na massa, é possível entender melhor suas habilidades e comportamentos.

Neste sentido, uma pergunta que surge para os gestores é: como encontrar as melhores habilidades no período de experiência e entender de que forma aquele novo funcionário será útil no negócio?

Importância da empresa no processo

Para começar, é importante que a própria empresa entenda seu papel nesta etapa. Oferecer condições de qualidade, seja em infraestrutura e também em orientação nos primeiros dias, é essencial para que o contratado consiga fazer o seu máximo. Ou seja, uma das formas de analisar as habilidades e talentos também parte do negócio, porque se isso não for feito, bons profissionais podem ser perdidos por falta de orientação.

Dê funções relevantes e que gerem aprendizado real

Ao chegar em uma nova função, mesmo que haja experiência prévia, é natural que o profissional demore um pouco para se adaptar à cultura da nova empresa. Ainda assim, os gestores precisam passar funções claras e que farão parte do trabalho ao longo dos meses.

Só assim será possível testar as reais habilidades do indivíduo. Passar dias e dias oferecendo funções mais fáceis do que as normais, sob uma visão de que isso ajuda na adaptação, sem atrapalhar o funcionamento do negócio, não gerará a impressão certa. Ou seja, o segredo é equilibrar a paciência com a adaptação, mas também testando o talento do novo contratado.

Incentivo à boa convivência

A convivência e o trabalho em equipe também são parte essencial de uma empresa, já que um grupo coeso tende a atuar melhor, encontrando melhores ideias e soluções. Sendo assim, é importante que os gestores analisem e incentivem o novo incorporado a mostrar suas habilidades de atuação em equipe, capacidade de achar soluções, argumentar com os companheiros etc.

Neste aspecto, conversar constantemente com o indivíduo é uma boa opção, já que assim será possível entender de que forma ele está se adaptando, como ele está percebendo as situações da empresa, entre outros detalhes. E este tipo de visão também é uma mostra de ambição, de entendimento do ambiente de trabalho e das funções, o que também são habilidades fundamentais.

Comparativos com o restante da equipe

Outra forma de entender e encontrar as habilidades de um novo trabalhador é dar a ele os mesmos estímulos dados aos demais funcionários. Assim, considerando o conhecimento prévio relacionado aos outros, também é possível entender em quais aspectos ele se destaca, em quais fica abaixo, com a necessidade de uma evolução. 

O fato é que, para se descobrir as reais habilidades de um novo contratado, é preciso testá-lo da maneira correta, oferecendo a melhor estrutura e equilibrando paciência com a adaptação, mas também dando níveis de desafio que o façam mostrar seu talento. Assim, será mais fácil identificar um profissional de qualidade, que trará acréscimos reais de qualidade ao negócio.

Gostou deste conteúdo? Saiba mais sobre nosso trabalho. Somos um escritório de contabilidade e consultoria empresarial e prezamos pela melhor qualidade e atendimento aos clientes. Não perca tempo e conheça mais sobre nós.